As cinco chaves para começar a investir

Mantenha uma quantia fixa de dinheiro por mês (você provavelmente pode economizar algumas cervejas por semana) e você notará a diferença. Você está apenas começando, então talvez não seja a melhor idéia ir em uma aventura solo, mas ouvir profissionais dedicados.

Uma das lendas urbanas ao redor do mundo financeiro é que investir é para os ricos. Hollywood tem feito com que você o associe a executivos em pastas e gabardines sem mácula ou manda-chuva de Wall Street com um charuto entre seus lábios.  Não, você não precisa ser Leonardo DiCaprio para começar. O lógico é ter dúvidas: Quando começar, como fazê-lo… Aqui estão as cinco chaves que você precisa saber para dar seus primeiros passos como investidor. 

1. Calcule as suas poupanças e as suas dívidas 

Uma das primeiras chaves para investir é certificar-se de que você não tem nenhuma dívida (observe o cartão de crédito).  Em segundo lugar, construir uma linha de vida financeira de três meses para qualquer emergência que possa surgir, tal como ficar desempregado.  Você pode começar isso hoje: economize uma quantia fixa de euros por mês (provavelmente você pode perdoar algumas rodadas de canas por semana) e você notará a diferença.  Depois de teres esquecido as tuas dívidas e preparado aquele colchão, estás pronto.  

2. Não guarde o dinheiro debaixo do colchão: elabore uma estratégia!  

Guardar o seu cheque de pagamento entre as carteiras e as contas correntes é um pecado.  Pense nisso, o seu pior inimigo é a inflação: o seu dinheiro valerá cada vez menos se você não o mover!  O investimento permite gerar retornos. Tudo depende do montante que você depositar, do risco que você se sente confortável e do prazo que você conseguir. 

3. Estabelecer objectivos ambiciosos mas razoáveis 

Faça perguntas como, para que estás a poupar, ou quando?  Estas perguntas básicas vão permitir-lhe calcular com maior precisão o montante que pode investir, o prazo em que espera retirá-lo e o caminho que pretende escolher.  Você não precisa ter todos os passos da sua vida descobertos, mas ajuda ter um esboço rudimentar do seu plano de gastos. Não é a mesma coisa investir tendo filhos, sendo solteiro ou planejando um casamento. 

4.  Explorar Fundos de Investimento 

Você está apenas começando, então talvez não seja a melhor idéia ir em uma aventura solo, mas ouvir profissionais dedicados, observar o comportamento dos outros em sua situação e aprender.  Esse é essencialmente o objectivo dos fundos mútuos: muita gente a colocar o seu dinheiro num só lugar para que as pessoas mais experientes o possam gerir. O que é que fazem com ele? Eles compram ativos para gerar retornos.  E a primeira coisa que você tem que escolher é se prefere gastá-lo em ações (investimentos em ações) ou em renda fixa (investimentos em dívida pública ou privada). Tudo isto pode parecer-lhe chinês, mas é muito mais simples do que parece.  Além disso, você não precisa saber tudo no início, mas você precisa saber a quem perguntar. 

5.  O mercado de ações é volátil: não jogue todo vermelho 

Outra chave para investir é a quantidade de dinheiro que você quer investir.  A bolsa de valores é uma montanha-russa, sobe e desce continuamente. É por isso que não é uma boa ideia apostar tudo num tipo de acções.  A estratégia vencedora é diversificar o seu investimento, ser paciente e não perder de vista as notícias do dia-a-dia. Tudo tem uma influência! 

Você se sente pronto? Talvez seja altura de começar esta nova aventura, mas não se esqueça de se informar e procurar ajuda profissional se precisar dela. Você pode ganhar muito dinheiro se souber investir corretamente.